Ano novo chinês: como contornar o problema?

Você sabe como contornar o problema do Ano Novo chinês na sua empresa?

É provável que você já tenha passado por algum problema envolvendo essa comemoração, pois eles são comuns nas importações chinesas.

Antes de mais nada, o Ano Novo é uma das festividades mais celebradas na China. A propósito, seu feriado pode paralisar as operações nas fábricas por até duas semanas.

E, naturalmente, uma vez que ele é anual, as empresas importadoras brasileiras podem e devem se planejar para mitigar os problemas e imprevistos daí advindos.

Por isso hoje veremos com detalhes o que é essa festividade, como funcionam suas comemorações e como contornar o problema do Ano Novo chinês.

Confira os detalhes dessa importante temporada para o comércio exterior!

Fonte: https://hips.hearstapps.com/hmg-prod.s3.amazonaws.com/images/chinêse-new-year-5-1485531008.jpg

O que é o Ano Novo chinês?

Primeiramente, vamos entender o que é o Ano Novo chinês.

Essa comemoração é diferente daquela que vemos em grande parte do mundo, principalmente no ocidente. Ela é adotada pelos países que seguem um calendário distinto do gregoriano: o lunar.

O calendário lunar se baseia, como o nome diz, nas fases da lua. Por isso a celebração da virada de ano não segue uma data fixa. Assim, o início do Ano Novo chinês geralmente cai em uma data diferente do calendário ocidental.

Essa data corresponde à primeira lua nova que ocorre entre os dias de 21 de janeiro e 20 de fevereiro para nós.

Além disso, o calendário lunar soma 354 dias ao final dos 12 ciclos da lua. Dessa maneira, o ano chinês normalmente tem 12 meses e, a cada três anos, ocorre o ano conhecido como bissexto, com 13 meses.

Os muçulmanos e os judeus, por exemplo, também seguem calendários lunares.

No caso da China, entretanto, o calendário gregoriano é utilizado para questões civis e comerciais.

Ademais, cada ano do calendário chinês é relacionado a um animal dos doze utilizados na astrologia chinesa. Esses animais foram escolhidos porque teriam sido os únicos a comparecer a uma reunião convocada por Buda.

Esses animais se repetem nos anos, conforme a ordem que compareceram nesse encontro: rato, boi, tigre, coelho, cobra, cavalo, carneiro, macaco, galo, cachorro e porco.

Outrossim, os cinco elementos do Universo são relacionais aos ciclos dos anos. São eles: metal, madeira, água, fogo e terra. Só para ilustrar, o próximo ano chinês compreenderá ao período entre 22 de janeiro de 2023 e 9 de fevereiro de 2024 do calendário gregoriano. Será o ano de número 4721, representado dessa vez pelo coelho.

Fonte: https://www.soueunavida.com.br/storage/post/1920/voce-sabe-o-que-e-o-ano-novo-chinês.webp

Comemorações e tradições do Ano Novo chinês

Em seguida, para entendermos como contornar o problema do Ano Novo chinês, precisamos entender como funcionam suas comemorações.

Essa virada é uma das datas mais importantes e populares da cultura chinesa, além de acontecer em outros países asiáticos.

Na China, com o intuito de festejá-la, é declarado feriado nacional por três dias. Porém, as comemorações podem durar até 15 dias e o comércio e as fábricas ficam fechadas durante esse período.

Nesse meio tempo, as práticas chinesas envolvem superstições e pensamentos de positividade para o novo ano.

Antes das comemorações, da mesma forma que no ocidente, as cidades, casas e locais importantes das comunidade começam a ser enfeitadas com luzes, faixas e lanternas que remetem à cor vermelha.

No último dia da celebração, aliás, as famílias lançam lanternas no ar, nas quais as pessoas escrevem seus desejos.

Esse período também é marcado pela união das famílias, principalmente dos entes queridos que moram distante um dos outros. Também é comum haver trocas de presentes e jantares especiais.

O problema que o Ano Novo chinês causa no Brasil

Outro ponto importante para saber como contornar o problema do Ano Novo chinês é entender os problemas que ele causa em nosso país.

Em contraste com o funcionamento das fábricas brasileiras em períodos de festividades, as indústrias e fornecedores chineses interrompem completamente seu funcionamento.

Além disso, eles apenas aceitam pedidos que poderão ser entregues antes do feriado. Os outros serão negociados e acordados apenas após as comemorações.

Como resultado, os importadores brasileiros podem encontrar alguns problemas.

Fonte: https://cdn.hswstatic.com/gif/chinêse-new-year-5.jpg

Em primeiro lugar, temos o frete internacional inflacionado. Isso porque, sabendo da ocorrência do largo feriado, muitos empresários antecipam seus pedidos – o que acarreta um aumento da demanda.

Esse aumento é, inegavelmente, refletido também na demanda pelo frete internacional.

Em segundo lugar, podemos destacar o aumento do tempo de produção. O aumento de demanda gerado pelo aumento de produtos tem, por consequência, a necessidade de um maior tempo para produção deles.

A lógica é simples: quanto maior o número de pedidos, maior o tempo necessário para concluí-los.

Outros entraves logísticos, que não envolvem apenas a produção, também podem surgir.

Isso ocorre porque muitas cargas podem ficar paradas, ora por dificuldades na contratação e estocagem de containers, ora pela paralização do transporte rodoviário.

Como contornar o problema do Ano Novo chinês?

Veremos, por fim, algumas dicas sobre como contornar o problema do Ano Novo chinês em sua empresa.

Antes de mais nada, precisamos ter em mente que o segredo de tudo é o planejamento. Uma vez que você já sabe que o Ano Novo chinês pode trazer diversos gargalos e complicações, é possível se organizar para ele.

Esse planejamento deve ser não só de logística, como também de estoque. No primeiro caso, você pode antecipar as compras, enquanto no segundo poderá comprar em maiores quantidades, a depender do produto.

Dito isso, vamos a algumas dicas.

Fonte: https://www.imb.org/wp-content/uploads/2018/02/imb-photos-ringing-new-year.jpg

Se atente ao prazo dos fabricantes e negocie antes, se necessário

Já sabemos que a data do Ano Novo chinês ocorre sempre em algum dia entre o fim de janeiro e o começo de fevereiro – o Google sempre pode confirmar com exatidão. Dessa forma, é possível se planejar para estabelecer negociações prévias com os fabricantes.

Como vimos, o aumento de demanda pode fazer com que as fábricas chinesas deixem de receber pedidos até mesmo dias antes do feriado.

Por isso, é fundamental contatar seu fornecedor para checar suas capacidades de produção e, se necessário, negociar inclusive antes do fim de dezembro.

Negocie previamente com os armadores

Além disso, como vimos, o valor do frete internacional pode ser alterado.

E pode acontecer de os armadores ou companhias marítimas aproveitarem essas datas para praticar o “blank sailing”, que se trata de um cancelamento de viagem do navio, reduzindo mais ainda a oferta e aumentando a demanda.

Se essa prática ocorre com frequência, podem acontecer muitos atrasos de embarque, uma vez que ocorre um acúmulo de cargas nos portos.

Em virtude disso, uma dica valiosa é negociar o frete com os armadores já no fim do ano ocidental. Dessa maneira, você poderá aproveitar garantir espaço e pagar um valor mais baixo, antes do aumento desenfreado da demanda.

Pesquise novos fornecedores

Por fim, você deve saber que não é necessário restringir seus fornecedores apenas aos chineses.

Essa dica pode ser aplicada em qualquer momento, mas, principalmente quando as consequências do Ano Novo chinês forem muito comprometedoras.

Apesar de ser uma busca trabalhosa, existem várias opções: você pode ou prospectar em sites de vendas na internet ou em feiras internacionais, por exemplo.

Fazendo isso, você terá alternativas para negociar com fornecedores, inclusive quando perder os prazos dos fornecedores chineses.

Caso busque novos parceiros asiáticos, atente-se para a possibilidade de eles também comemorarem o Ano Novo chinês. Assim, talvez seja aconselhável estender sua busca a outros continentes.

Fonte: https://wp.inews.co.uk/wp-content/uploads/2021/02/PRI_182448296.jpg

Conte com a AIN Global para contornar o problema do Ano Novo chinês

Uma das maneiras mais efetivas de aplicar essas dicas que vimos é contar com o suporte de uma Trading Company.

E saiba que a AIN Global pode lhe mostrar como contornar o problema do Ano Novo chinês. Nós atuamos principalmente com importadores de pequeno e médio porte, mas também auxiliamos em prospecção internacional.

Com uma equipe experiente e qualificada, promovemos um atendimento próximo e de excelência, pois acreditamos que essa é a chave para uma parceria de sucesso.

Por isso, com inovação e tecnologia, buscamos soluções para facilitar a importação de sua empresa.

Conheça nosso site e nos contate para uma conversa inicial!

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Twitter

Outros artigos

Quem trabalha no setor alimentício está sempre em busca de melhores condições de compra.Nesse sentido, o imposto zero para a importação de …

O país Hermano não só produz vinhos de qualidade inigualável. Importar queijo da Argentina é muito vantajoso para os brasileiros pela variedade …

Commercial Invoice e Proforma Invoice são dois documentos frequentemente utilizados nastransações internacionais de mercadorias. Mas você sabe exatamente para que eles servem?De …

Se você possui uma empresa de importação no Brasil, e ainda não ouviu falar da Canton Fair, esse é o momento de …