Contêineres marítimos: quais os tipos e para quais mercadorias servem?

Neste artigo iremos abordar os tipos de contêineres utilizados no transporte de mercadorias do comércio exterior por meio do modal marítimo.

Fonte: https://www.freepik.com/free-photo/aerial-photography-container-terminal_15220940.htm#query=Cont%C3%AAineres%20mar%C3%ADtimos&position=0&from_view=search&track=ais

Falaremos sobre os tipos mais usuais nas operações logísticas e suas características específicas, afinal o equipamento possui dimensões essenciais para a movimentação das mercadorias com maior segurança e organização.

Por isso os contêineres se tornaram um meio de armazenamento com padrões mundiais, já que acondicionam diversos tipos de produtos, em grandes quantidades e com suas especificidades únicas. Nesse sentido, alguns deles inclusive possuem dispositivos de segurança previstos na legislação brasileira e na dos demais países.

Sendo assim, vamos agora, por meio deste artigo, compreender melhor a função e a importância dos contêineres para otimizar a armazenagem dos itens transportados.

Boa leitura!

O que é um contêiner marítimo?

Os contêineres são o principal recipiente para o transporte de cargas nos processos do comércio exterior, adaptado para ser utilizado em diversos modais de transporte. É conhecido também como cofre de carga porque possui dispositivo de segurança previsto nas legislações nacional e internacional.

Vale ressaltar que no modal marítimo ele não é considerado um tipo de embalagem, mas sim parte da embarcação.

O início da utilização dos contêineres se deu nos primórdios das movimentações marítimas para sanar as dificuldades de armazenamento das mercadorias que os comerciantes enfrentavam, pois em cada viagem ocorriam avarias, deterioração e até perda, gerando prejuízos constantes.

Malcolm McLean, compreendendo a lentidão no processo de movimentação da mercadoria entre os portos de Nova York e Nova Jersey, criou o container como um recipiente de grandes dimensões no qual coubesse toda a quantidade dos itens a serem transportados.

Qual é o tamanho de um contêiner?

O criador dos contêineres depois de muitos testes de aperfeiçoamento do equipamento, por fim, conseguiu chegar ao tamanho de 33 pés.

Atualmente, existem dois tipos com tamanhos diferentes, de 20 e de 40 pés, com a diferença exclusiva em seu comprimento, pois o equipamento de 20 pés tem o comprimento interno de 6,09m, enquanto o de 40 pés tem 12,19m.

Quanto custa um frete marítimo?

Com relação ao custo do frete marítimo é bom esclarecer que podem existir custos extras em um embarque, tais como: levante de contêineres, posicionamento para inspeção, lavagem de contêiner e, ainda, renomeação de navio ou porto para os casos de exportação.

Intensificado pela crise sanitária da Covid-19, o valor do frete marítimo aumentou cerca de quatro vezes do que o anteriormente cobrado, porém, vem estabelecendo uma “normalidade” perante a média global praticada no pós pandemia.

A sua cobrança é composta por uma taxa que consiste no frete básico, sempre de acordo com o peso ou com o volume da mercadoria, prevalecendo o que oferecer a maior receita para o armador.

Possui valores variados entre os portos de origem e de destino, além disso, será sempre pago pelo importador para efetuar as movimentações de suas mercadorias.

Entenda como o processo de estufagem de contêiner acontece

Também conhecido como ovação, esse processo ocorre quando a mercadoria é acondicionada de uma forma que tenha o máximo de proveito do espaço dos contêineres, para que a arrumação seja organizada com o auxílio de madeiras, plásticos ou papelão, juntamente com a amarração que garantirá um alto padrão de segurança nas movimentações marítimas.

Esse procedimento poderá ser feito sobre um veículo ou no chão, de forma cautelosa para proteger a mercadoria contra quedas nas movimentações. Além disso, no caso da ovação realizada no chão será necessário o apoio de equipamentos específicos, como Munck, guindaste ou empilhadeira.

Ademais, é necessário atentar para o correto fluxo de prontidão de cargas, levando em consideração o fluxo logístico e de produção para seguir o planejamento do exportador de acordo com o previsto.

É importante estabelecer processos claros e que trabalhem com informações precisas, para que ocorra a organização da cadeia operacional de embarque marítimo dos contêineres de maneira antecipada a imprevistos. Assim, permite-se com que sejam evitados atrasos na liberação dos equipamentos e, consequentemente, colabora com os gestores na busca por alternativas para atender aos prazos dos embarques programados.

Fonte: https://www.freepik.com/free-photo/harbor-freight-blue-toned-images_1175715.htm#query=cont%C3%AAiner&position=1&from_view=search&track=sph

Tipos de contêineres marítimo

Atualmente, o tamanho e a forma dos contêineres variam entre 40 e 20 pés, com a diferença principalmente no comprimento. Com relação aos utilizados no modal marítimo, podemos relacionar os seguintes:

  • Standard Dry;
  • High Cube 40;
  • Reefer;
  • Flat Rack;
  • Tank;
  • Bulk (graneleiro);
  • Platform;
  • Ventilado;
  • Open Top.

Veremos todos eles com alguns detalhes abaixo, portanto, para fins de padronização, observe que todas as medidas apresentadas dizem respeito à relação comprimento x largura x altura de medidas externas.

Contêineres Standard Dry

O modelo de 20 pés (6,058m x 2,438m x 2,591m, com capacidade até 21T e 29m³) é utilizado para o carregamento de carga seca, como os produtos industrializados e não perecíveis. Esse modelo é, portanto, ideal para transportar bolsas, utensílios, paletes e caixas.

Já o modelo de 40 pés (12,043m x 2,438m x 2,591m, com capacidade de até 30T e 65,6m³), por ser maior, naturalmente pode transportar ainda mais quantidade de produtos como, por exemplo, cargas secas.

Contêineres High Cube 40

Este modelo de contêineres possui espaços internos e externos maiores (12,043m x 2,438m x 2,895m), o que eleva sua capacidade de carga máxima para 33T. Assim, ele é indicado para transportes em grandes quantidades ou em carregamento de projetos customizados.

Contêineres Reefer

Já este modelo é exclusivo para carregamento a frio que requer temperatura abaixo de zero ou que demanda controle da temperatura, como: carnes, peixes e frutas.

Pode envolver custos extras para monitoramento das condições de temperatura ou o fornecimento de energia.

O de 40 pés tem basicamente as medidas de 12,19 x 2,44m x 2,90m.

Contêineres Flat Rack

Dentre as modalidades de contêineres, esse tipo é muito utilizado para o transporte de cargas que excedem em dimensões no tamanho e com peso extra.

Não possui teto e laterais, sendo ideal para transportar equipamentos agrícolas e máquinas de construção civil.

Contêineres Tank

É utilizado para o transporte de produtos químicos, corrosivos ou cargas ácidas, pois tem revestimento próprio na parte interna.

Suas medidas externas são de 6,058m x 2,438m x 2,438m, com capacidade máxima de 24T e 27,4m³.

Contêiner Bulk (graneleiro)

Como esse modelo de contêiner também tem a parte interna revestida, será ideal para o carregamento de grãos, como café, milho e sementes.

As medidas são as mesmas dos de 20 e 40 pés Standard, com a diferença de ser preparado para cargas soltas.

Contêineres Platform

Neste modelo não existem teto e laterais, sendo ideal para cargas com excesso de peso. No entanto, o seu uso exige a necessidade de amarrar a mercadoria para que não haja acidentes.

Possui medidas similares ao Flat Rack, porém sem laterais ou teto.

Contêiner Ventilado

Muito utilizado para as cargas que precisam “respirar”, como cargas vivas. Ele conta com entrada e saída de ar por toda a estrutura.

Pode transportar também mercadorias, como café, cacau, manufaturas e grãos.

Tem as mesmas medidas dos contêineres Standard.

Contêineres Open Top

Este outro modelo possui a sua parte superior aberta para realizar o carregamento de mercadorias que precisam ser movimentadas na parte de cima do container.

Eles têm as mesmas medidas dos contêineres Standard e o teto deve ser coberto com lona e estrutura tipo cumeeira.

É ideal para transporte de bobinas, pedras, granito e outras mercadorias.

Conte com a AIN Global e evite surpresas com o seu embarque

A AIN Global é uma Trading Company que atua com serviços de importação, além de oferecer os benefícios de remessas por Conta e Ordem ou por Encomenda.

Também executa exportação e auxilia as empresas na internacionalização de seus processos, bem como realiza missões empresariais no exterior.

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Twitter

Outros artigos

Quem trabalha no setor alimentício está sempre em busca de melhores condições de compra.Nesse sentido, o imposto zero para a importação de …

O país Hermano não só produz vinhos de qualidade inigualável. Importar queijo da Argentina é muito vantajoso para os brasileiros pela variedade …

Commercial Invoice e Proforma Invoice são dois documentos frequentemente utilizados nastransações internacionais de mercadorias. Mas você sabe exatamente para que eles servem?De …

Se você possui uma empresa de importação no Brasil, e ainda não ouviu falar da Canton Fair, esse é o momento de …